SOBRE A COOPERSHOW

No Campo de Difusão de Tecnologia é o espaço onde a Coopershow é realizada anualmente há mais de 10 anos. A área é utilizada para a apresentação de diversos experimentos com trabalhos sobre as culturas de milho, soja, mandioca, banana, cana-de-açúcar, trigo, adubação verde, dentre outros. Os ensaios envolvem o controle de ervas daninhas, técnicas de manejo pós-colheita, análise de nutrição de plantas, levantamento de pragas emergentes, rotação de culturas, entre outras atividades. Por meio dessas iniciativas a cooperativa intensifica o trabalho de repassar a tecnologia para os agricultores e ainda oferecer oportunidades para que eles possam diversificar a propriedade com atividades que garantam boa rentabilidade. No Campo de Difusão, as culturas, o solo e o clima reproduzem características das propriedades rurais do entorno, de forma que as tecnologias indicadas são adaptadas à realidade regional.


Contudo, antes de ser utilizado para a Coopershow, o espaço foi local exclusivo de pesquisas e experimentos, não só da cooperativa, como também de institutos como a Embrapa, Fundação Meridional, IAC/APTA, além de empresas parceiras que utilizaram o Campo de Difusão para a realização de trabalhos técnicos e comerciais. O espaço, localizado em Cândido Mota, com um total de 14,5 hectares, começou a ser adaptado para tais fins em 1992, quando a Coopermota deu início ao manejo do solo de uma antiga área de café e eucalipto para a realização de cultivos voltados à pesquisa.


Em 2003, foi criado o Campo de Difusão, propriamente dito, voltado para pesquisas em agronegócios. Em 2007, este mesmo espaço se tornou o recinto da Coopershow. Desde então, o evento reúne diversas empresas e órgãos de pesquisa, levando informação e novidades do mercado agrícola ao produtor. A partir de 2015, essa vitrine de tecnologia agrícola ganhou novas estruturas e foi remodelada para receber melhor o seu público, cada vez mais tecnificado e com acesso à informação.